Dicas de Viagem Tailândia: Um Guia Completo

Localizada no coração do Sudeste Asiático, a Tailândia é um país fascinante, conhecido por sua rica cultura, paisagens deslumbrantes e povo acolhedor. Este guia é o recurso que você precisa sobre as melhores Dicas de Viagem para a Tailândia, essencial para quem deseja explorar essa nação vibrante. Situada na península da Indochina, faz fronteira com Myanmar, Laos, Camboja e Malásia. A Tailândia é famosa por suas praias de areias brancas e águas cristalinas, templos budistas ornamentados e uma culinária que encanta os paladares de todo o mundo.

Com uma mistura única de tradição e modernidade, a Tailândia oferece uma experiência verdadeiramente inesquecível para os visitantes.

Não é à toa que é um dos destinos mais procurados no Sudeste Asiático, especialmente pelos brasileiros! Além disso, é possível encontrar restaurantes brasileiros e agências de turismo voltadas para atender falantes da língua portuguesa, uma vez que a comunidade brasileira que vive na Tailândia é bastante significativa.

Índice deste post:

Documentos e Visto

Graças a um acordo bilateral entre o Brasil e a Tailândia, brasileiros não precisam solicitar visto para entrar no país em viagens turísticas ou de negócios com duração inferior a 90 dias.

Dicas de Viagem Tailândia importantes: vale ressaltar que o passaporte precisa ter uma validade mínima de seis meses. Outro fator crucial é a carteira internacional de vacinação contra a febre amarela, disponível tanto em postos de saúde quanto online. Na minha época, solicitei em um posto de saúde, mas ouvi falar que é possível solicitar online.

Melhor época para Visitar

A Tailândia apresenta um clima diversificado, influenciado pelas monções e sua localização geográfica no sudeste asiático, o que resulta em três estações distintas: a estação seca, a estação quente e a estação chuvosa.

Durante a estação seca, que ocorre de novembro a fevereiro, o clima é mais ameno e seco, tornando-se a alta temporada para turistas, especialmente no norte e nas ilhas do sul. As temperaturas são agradáveis, e o céu frequentemente fica claro e ensolarado, proporcionando condições ideais para explorar as diversas atrações do país.

Por outro lado, a estação chuvosa, que vai de junho a outubro, traz consigo chuvas intensas, principalmente no centro e norte da Tailândia. Apesar disso, muitas vezes as chuvas ocorrem em períodos curtos, permitindo ainda a exploração de várias atrações turísticas. No sul, as chuvas podem ser intermitentes nesse período.

Considerando esses aspectos climáticos, a melhor época para visitar a Tailândia é durante a estação seca, de novembro a fevereiro. Nesse período, os viajantes podem desfrutar de temperaturas agradáveis e céu claro, além de participar de festivais como o Yi Peng Lantern Festival, no norte do país, proporcionando uma experiência inesquecível.

Dicas de viagem tailandia Barcos na praia

Quantos dias ficar

O número ideal de dias a ficar na Tailândia depende do que você deseja fazer e ver durante a sua viagem. No entanto, para explorar os principais destinos e absorver a cultura do país, recomendo ficar pelo menos duas semanas. Isso permite tempo suficiente para visitar lugares como Bangkok, Chiang Mai, Koh Tao, Koh Phi Phi, Phuket e Krabi. 

É preciso ter em mente que o deslocamento entre as ilhas demanda tempo, por isso é importante fazer um bom planejamento de dias e de quais locais você pretende visitar. 

Claro, se você tiver mais tempo disponível, pode estender sua estadia para explorar outras regiões e desfrutar de uma experiência mais completa, mas viajar para tão longe por menos de duas semanas vai ficar uma viagem apressada e incapaz de desfrutar o que o país tem para oferecer. 

Dinheiro e câmbio

Se você está de malas prontas para a Tailândia, não esqueça de levar seus dólares. Caso você more na Europa, pode levar euros ou libras, mas não leve reais, pois não serão aceitos em nenhuma casa de câmbio!

A moeda da Tailândia é o Baht tailandês, representado pelo símbolo “฿” e o código de moeda THB. Você pode trocar seu dinheiro diretamente no aeroporto, embora o câmbio não seja dos melhores, ou pode usar um caixa ATM para sacar dinheiro do seu cartão. Os cartões de viagem mais utilizados são o Wise e o Nomad. 

Uma dica valiosa das Dicas de Viagem Tailândia para quem mora na Austrália é utilizar o cartão do Upbank, que oferece condições vantajosas de câmbio sem taxas adicionais! Foi minha melhor aquisição para viajar para outros países. Ele não cobra taxa de saque, não possui limite e o câmbio que ele converte é muito melhor do que o câmbio oferecido pelo caixa eletrônico. Então, quando você for sacar e o caixa perguntar se você quer a cotação que ele te apresenta, escolha a opção “não”, dessa forma o câmbio utilizado será do cartão de crédito. A maioria das ATM vai cobrar uma taxa de saque de 220 THB, mas isso não está relacionado com o cartão de crédito. 

De qualquer forma, é importante sempre levar um pouco de dólar em espécie para alguma intercorrência, como perder o cartão que está usando ou ir para algum lugar mais remoto onde não há caixa eletrônico.

Monarquia e Religião na Tailândia 

Você sabia que na Tailândia tem rei e rainha? Pois então, a monarquia desempenha um papel central na estrutura política e social do país. O rei, atualmente Maha Vajiralongkorn, é considerado uma figura de grande importância e reverência. Tradicionalmente, o rei é visto como o símbolo da unidade e identidade nacional, com sua imagem frequentemente associada a valores de tradição, estabilidade e unidade. Além do rei, a rainha também desempenha um papel importante como consorte real, representando uma figura de graça e elegância.

Embora a monarquia tailandesa seja uma monarquia constitucional, na qual o poder político é exercido pelo governo eleito, o rei ainda mantém um papel importante como uma figura de influência moral e cerimonial. As atividades da família real, incluindo suas interações com o público e sua participação em eventos sociais e cerimoniais, são amplamente acompanhadas e respeitadas pela população tailandesa. Qualquer desrespeito ou crítica ao rei é considerado um crime grave, refletindo a profunda reverência que os tailandeses têm pela figura real.

Em termos de religião, a Tailândia é majoritariamente budista, com o budismo Theravada sendo a religião predominante. Cerca de 95% da população se identifica como budista, e a influência do budismo permeia todos os aspectos da vida tailandesa. Os rituais budistas são uma parte central da prática religiosa no país, incluindo oferendas de alimentos e flores nos templos, meditação e adoração de Buda. Além do budismo, também há uma minoria muçulmana significativa no sul do país, assim como pequenas comunidades de hindus e cristãos.

Culinária Tailandesa

Para mim, uma das experiências mais marcantes na Tailândia é a gastronomia local, repleta de sabores exóticos e aromas intensos. Eu sou apaixonada! Um dos aspectos mais marcantes da culinária tailandesa é a sua habilidade em equilibrar diferentes sabores em cada prato. Desde a doçura do leite de coco até o picante das pimentas, passando pelo azedo do tamarindo e o salgado do molho de peixe, cada prato é uma explosão de sabores harmoniosamente combinados.

No entanto, é importante estar ciente de que as comidas tailandesas geralmente são apimentadas, mesmo que você peça sem pimenta, isso por conta dos temperos a base de curry. No geral, todos os pratos que possuem ”curry” no nome vão ter um pouco de pimenta, como por exemplo yellow curry, green curry e principalmente o red curry. Mas se você não quer correr de forma alguma esse risco, te aconselho pedir o famoso Pad Thai, fried rice e sopas à base de leite de coco. 

Além disso, é essencial ajustar as expectativas em relação à higiene dos lugares, especialmente nos restaurantes mais baratos, onde a limpeza pode não ser tão rigorosa, embora ainda seja melhor que na Indonésia. 

Na minha opinião a melhor forma de explorar a culinária tailandesa é através das feirinhas onde é possível encontrar uma grande variedade de pratos por preços acessíveis. 

Ah, e não deixe de forma alguma de experimentar o Mango Sticky Rice, ou Khao Niew Mamuang em tailandês, é uma sobremesa clássica e deliciosa. É uma combinação irresistível de arroz glutinoso cozido no vapor, levemente adoçado com leite de coco, servido com fatias de manga fresca.

Idioma

Na Tailândia, o idioma oficial é o tailandês, também conhecido como “Thai”. No entanto, devido ao crescimento do turismo no país, muitos tailandeses, especialmente nas áreas turísticas, têm algum conhecimento básico de inglês. Isso facilita a comunicação para os turistas estrangeiros, especialmente ao lidar com atividades turísticas comuns, como fazer pedidos em restaurantes, negociar preços em mercados ou obter informações em hotéis e atrações turísticas.

Tivemos poucas experiências em que eles não falavam inglês, e ainda assim foi muito tranquilo. Os tailandeses são muito solícitos, e uma boa mímica resolvia o problema. Em último caso, o Google Tradutor também quebra o galho.

O que levar na mala (ou mochilão)

Quando for organizar sua mala para a Tailândia, lembre-se de que o país é extremamente quente e úmido, você não vai querer nada além de blusas de manga curta, regatas, shorts e vestidinhos leves. Uma importante dica de viagem para Tailândia é levar também opções adequadas para explorar os locais sagrados. Opte por peças que cubram os ombros, joelhos e barriga, demonstrando consideração pela cultura local e pelas tradições religiosas.

Eu gostava de usar uma calça pantalona solta de tecido fininho ou vestido longo e um sarong ou até mesmo uma canga para cobrir os ombros apenas no momento de entrar nos templos para não precisar vestir blusas de manga. 

A pergunta de milhões para quem vai fazer essa viagem é sobre a escolha entre mala e mochila, ambas têm suas vantagens. O mochilão é mais prático para ilhas, facilitando o deslocamento em terrenos arenosos e durante embarques em ferries. A questão é se você está pronta para usar um mochilão. Eu não estava rs!

De nada adianta ele ser prático se você carregar peso demais nas costas, vai ficar extremamente pesado e já não vai ser mais prático e nem confortável. Como eu estava com todas as minhas coisas de mudança da Austrália, o meu chegou a pesar 18kg e te garanto, não é legal!  Eu acredito que o mochilão para ser realmente viável, tem que pesar no máximo 12kg. Obviamente que isso é um pouco subjetivo, mas fica aí a dica. 

Por outro lado, a mala pode ser mais conveniente nas cidades, especialmente ao enfrentar longas caminhadas sob o sol quente até a acomodação. A decisão depende das suas preferências e do tipo de viagem que pretende fazer. 

Já os itens de higiene pessoal são facilmente encontrados e de preço acessível na Tailândia, se esquecer alguma coisa, com certeza irá encontrar em alguma 7Eleven por perto. 

Como se locomover

Na Tailândia, você tem várias opções de transporte para se locomover de maneira eficiente e conveniente durante a sua estadia. Minha dica de viagem Tailândia valiosa é utilizar aplicativos como Grab em cidades grandes como Bangkok, onde tuk-tuk podem ser mais caros. Nós usamos Grab por ser um aplicativo que conseguimos carros com mais facilidade. 

Os tuk-tuks também estão por toda parte, são uma forma divertida de se deslocar em áreas urbanas, mas lembre-se de negociar o preço antes de embarcar. Em Bangkok por exemplo os tuk-tuks viraram uma atração turística, por conta disso as corridas vão ser sempre muito mais caras do que indo de Uber. 

Além disso, o transporte público é bem desenvolvido em Bangkok, com metrô (MRT), skytrain (BTS) e ônibus, oferecendo opções econômicas para explorar a cidade. Nós andamos de ônibus em Bangkok e achei tranquilo e muito barato, embora não seja uma escolha muito comum entre os turistas.

Em áreas mais tranquilas e turísticas, como as ilhas menores, alugar uma scooter pode ser uma opção divertida e conveniente para explorar por conta própria. No entanto, é importante ressaltar que, teoricamente, estrangeiros não estão autorizados a dirigir na Tailândia, já que a lei exige uma habilitação local. Entretanto, essa regulamentação nem sempre é seguida em muitas regiões do país, e na maioria das vezes é aceita a Permissão Internacional para Dirigir (PID) com a categoria correta, por isso é sempre bom tê-la em mãos.

Além disso, não ande sem capacete em espécie alguma. O uso de capacete ao andar de moto na Tailândia não é apenas uma obrigação legal, mas também essencial para sua segurança. Os policiais realizam blitz diariamente em algumas regiões como Chiang Mai, Phuket e Bangkok e adoram parar turistas descumprindo a lei para aplicar multas. 

Para viagens entre cidades, os ônibus de longa distância são uma opção acessível na Tailândia, com várias empresas oferecendo serviços regulares para destinos populares em todo o país. Além disso, a Tailândia possui uma extensa rede ferroviária, conectando muitas cidades e regiões. Os trens noturnos são especialmente populares para viagens mais longas, oferecendo camas para uma viagem confortável durante a noite. Nós optamos por viajar de trem de Bangkok para Chiang Mai e gostamos bastante da experiência. No entanto, se você prioriza o conforto, a melhor opção sempre será viajar de avião.

Para se locomover entre as ilhas, você pode comprar um pacote completo que geralmente inclui transporte terrestre em uma van e travessia de ferry. 

Saúde

Embora não seja obrigatório, é altamente recomendável obter um seguro de viagem que cubra despesas médicas, já que a maioria dos destinos internacionais não oferecem saúde gratuita para estrangeiros. Além disso, o seguro viagem pode te auxiliar em casos de cancelamento de viagem e outros imprevistos como perda de bagagem. 

Assim como na Indonésia, é recomendado tomar apenas água mineral, mas sinceramente, não vejo a necessidade de escovar os dentes com água de garrafa, como muitas pessoas falam por aí.

Quanto à alimentação, é sempre bom ler as avaliações dos restaurantes no google e ter um pouco de cuidado com as comidas duvidosas das feirinhas de rua. Por exemplo, optei por não comer insetos, animais exóticos, sushi ou outras opções de comidas cruas. Se por acaso você passar mal durante sua viagem, procure uma farmácia, com certeza irão ajudar com algum medicamento para diarreia e vômito. Lembrando que se não apresentar melhora em poucos dias, o ideal é procurar um hospital para tratamento com medicamentos específicos.

Wi-fi e plano de dados

Você pode comprar um chip de celular no aeroporto, mas se estiver buscando economia, é melhor evitar essa opção. Os chips de celular estão disponíveis em muitos lugares, incluindo lojas de conveniência como o 7Eleven. Ao comprar um chip, observe cuidadosamente as opções de valores, pois existem opções para turistas e para moradores locais, sendo que os chips para turistas geralmente têm um preço mais alto.

Eu comprei um chip da operadora True de 7GB por 49 Baht, que durou uma semana, e depois recarreguei na 7Eleven por 199 Baht por um mês com internet ilimitada. Essa foi uma opção econômica e conveniente para manter a conectividade durante a minha estadia na Tailândia.

Melhor sim card tailandia, True 5g

Golpes frequentes: ponto alto das dicas de viagem para a Tailândia!

Nós como brasileiros estamos bem espertinhos com os golpes né? Mas é sempre bom ficar atento. Em Bangkok, os motoristas de tuk-tuk nos ofereceram um roteiro por um preço fixo. Como já tínhamos nosso próprio itinerário, eu queria mudar a ordem das visitas, mas o motorista não aceitou. Ele insistia que alguns lugares não estavam abertos, embora eu soubesse que isso era uma tática comum para manipular os turistas. Honestamente, não entendo o objetivo disso, já que eu pagaria o mesmo valor e não faria diferença para ele a ordem das visitas. Acabei ficando sem paciência e optamos por usar o Grab o resto da viagem por lá.  

Além disso, é crucial concordar com o preço das corridas de tuk-tuk com antecedência, pois é comum que os motoristas mudem o valor na hora do pagamento. Nunca entre em um táxi ou tuk-tuk sem confirmar várias vezes o preço e checar que os táxis estão usando o taxímetro.

Outro golpe conhecido é o do ping pong show. Ouvi relatos de que alguns lugares oferecem entrada gratuita ou a um preço muito baixo, mas depois exigem um pagamento para sair ou para consumir no bar.

Espero que estas dicas de Viagem para a Tailândia tenham ajudado a planejar sua aventura com mais confiança e entusiasmo. Se você está considerando explorar mais destinos no continente asiático, não deixe de conferir o post sobre a Indonésia, onde abordamos tudo desde as praias paradisíacas de Bali até as ricas tradições culturais.

Se ainda tiver alguma dúvida sobre as Dicas de Viagem para a Tailândia, sinta-se à vontade para deixar suas perguntas nos comentários abaixo.

Deixe um comentário